Mês: Junho 2017

Normalidade Anormal

Normalidade Anormal

Somos todos tão “normais
e tentamos tanto ser normais
que já não é mais normal
o quanto nos esforçamos para entrar nesta
Normalidade Anormal.

Você vai sofrer, minha mãe disse.
Seus olhos aflitos procuravam nos meus
algum sinal de “normalidade”,
de comodidade segura,
de padrão confortável.
O padrão que nos mantém em nossas bolhas
e mascara uma falsa inclusão,
pois a aceitação é inimiga da diferença,
porque ela só existe dentro dos nossos padrões
de normalidade.
Serás aceito.
Desde que sejamos iguais.
me ensinaram a não me amar.

Por que gostamos de nos sentir especiais?
Por que nos achamos singulares
se estamos o tempo inteiro tentando ser como todo mundo
e se em cada passo que damos, desejamos ser mais como todo mundo
e menos como nós mesmos?

Queremos tanto ser extraordinários
que acabamos nos tornando normais
e o normal que queremos
é aquele em que somos todos iguais.

Rancor

Rancor

Tentando me perdoar
por me submeter
a tão pouco
por tão pouco.

Desculpa.
De novo? Eu rio.
Vazia “desculpa”
e insípida palavra,
que murmuras sempre
para justificar a sua tentativa de se sentir melhor consigo mesmo
às custas de uma dor que você não compreende.
Por que teve que me fazer sangrar
só pra te tirar da sua mediocridade?
Você não é menos que nenhum deles,
os que me ensinaram a me odiar,
pois você me ensinou a não sentir
e nem mostrar.

Tornou-me fria e rígida.
Assim como eles que

%d bloggers like this: