As espadas estão apontadas para o lado errado

As espadas estão apontadas para o lado errado

Está tudo tão sombrio. Eu sinto a dor, a chuva, o pesar das pessoas. Elas estão cansadas de tentar, exaustas de se importar. É aquele tipo de ciclo no qual você enxerga que, por mais que se desenrole, parece que as coisas nunca sairão do lugar. É um gasto de energia sem retorno, um futuro sem luz, um problema crônico que aparentemente não tem solução, já que foi dado como natural. Há medo, ódio e uma luta silenciosa.
Eu sinto como se estivesse na arquibancada e observasse todos se matando, sem poder fazer nada. Eu temo pelo o que estar por vir e não tenho esperança em algo que já acontece. Eu não vejo saída.

As espadas estão apontadas para o lado errado.

 

 

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Tumblr
Comments are closed.