Copos cheios e vazios

Copos cheios e vazios

Tem gente que é cheio. Cheio de alegria, cheio de motivação, cheio de vontade e cheios de sonhos. Essas pessoas estão sentindo algo, ainda que coisas negativas, pelo menos sentem e isso é importante. Sentir te faz vivo.

Tem gente que é vazia. Vazia de conteúdo, vazia de objetivos, vazia de motivação, vazia de vida. Essas pessoas estão sentindo nada.

Pessoas são como copos.

Quando jovens, começamos cheios. Somos cheios de sonhos, cheios de energia, cheios de inocência. À medida que envelhecemos, nossos copos vão se esvaziando e não nos resta motivação, disposição e não estamos mais tão cheios como antes. Deixamos a maré nos mover e achamos que estamos velhos demais para sonhar.

A diferença entre copos cheios e vazios é justamente o que há e o que não há dentro deles. A maioria das pessoas pensam que quando vazios, os copos só precisam ser completados novamente, porém, é muito mais que isso.

O que estava lá dentro nunca mais pode ser recuperado, nunca mais será a mesma coisa.

Essa é a diferença entre pessoas vazias e pessoas cheias.

Alguns de nós não entendem a condição dessas pessoas vazias, pois ainda estamos cheios ou acostumados demais com o vazio, a ponto de confundir ele com estar cheio.

No entanto, muitos não suportam estarem vazios, pois permaneceram assim por tanto tempo, que não se lembram mais como é estar cheio.

Não julgue, estenda uma mão. Você nunca sabe quando seu copo pode derramar.

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Tumblr
Comments are closed.