Eu não vejo uma luz no horizonte

Eu não vejo uma luz no horizonte

Tenho medo.
Tenho medo do que minha pátria está se tornando.
Tenho medo do ódio que se espalha, infiltra-se na mente de outros seres humanos,
com mentalidades supremacistas, extremistas, prontas para destruir,
formadas com o objetivo de odiar o que é diferente,
E o que existe para mudar padrões que sempre foram os mesmos,
que só favoreceram quem estava no topo das pirâmides.

Tochas, guerras, censuras, tridentes.
A Idade média parece estar de volta.
A inquisição se repete, o fogo queima as bruxas!
Seus fanáticos conduzem ataques com palavras de terror.
Sim, eles também estão com medo.
Medo de tudo mudar.
Medo de tudo se modificar.
Medo de alguém tirar seus privilégios (os que confudem como naturais)
Seus status.
Suas riquezas mal distruibuídas.
Suas propinas.
Eles têm tanto medo,
que são capazes de matar para garantir suas boas vidas.
Não ligam para sangue derramado,
desde que não sejam os seus.

Sabe onde estão,
os que deveriam nos representar?
Falando por si.
Eles não dão a mínima para quem os colocaram ali.
O que fazem, então?
Enchem o bolso de dinheiro, compram jatinho para atravessar o mundo
enquanto pobre morre na fila do sus.
Criança da periferia que é atingida por balada perdida, pois não está segura nem dentro de casa.
Mulher sendo morta pelo marido, namorado, companheiro, irmão, amigo.
Por quê?
Ah… ela disse não.
Escola precarária, sem professor.
Não têm pagamento, não tem aula e não forma cidadão.
O exame do ensino médio é pra quem, se só rico recebe boa educação?
É tanta roubalheira, morte, violência.
Nem ligo mais a televisão.
Não vejo mais jornal.
Eu tenho medo de sair e ser a próxima a virar manchete.
A gente sabe que vai mas não sabe se volta.
Vive o perigo enquanto eles nem passam perto da Zona Norte.
Filhinho estuda em instuição particular e passa em faculdade pública,
viaja para Itália no fim do ano.
Estudante de escola pública não tem nem o passe único.

O que vai acontecer?
Quem vai estourar essas bolhas que nos cercam, bloqueiam a visão nítida do que realmente ocorre?
Até quando precisaremos escolher um lado, em vez de nos unir como um só interesse?
Os únicos que saiem perdendo somos nós,
eles só ganham.
A luta acontece aqui fora, não lá dentro.
Estamos em um jogo de tabuleiro
E adivinha?
Só voltamos casinhas até agora, pois eles estão com todas as cartas.
Quem vai tirá-los do trono?
Até quando vamos só ficar parados e ver?
Eu tenho medo do futuro
E você?

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Tumblr
Comments are closed.