O eu te amo mais difícil de todos

O eu te amo mais difícil de todos

Há uma ferida em minha pele. Um desconforto, um embaraço sobre mim mesma. Eu quero puxar e arrancar cada centímetro de mim. Todas as arestas, cantos e imperfeições. Toda essa camada de constrangimento que me reveste…

Eu gostaria de tirar tudo isso de mim.

Não só a aparência, os detalhes de meu nariz, a minha genética com olhos muito apertados. Estou falando de todo esse desgosto por minha existência.

Eu me vejo através do olhar dos outros, em uma caixa de vidro, usando uma lupa, analisando cada um dos detalhes que mais odeio e que me fazem ser quem sou.

Em outras palavras, eu não consigo parar de me odiar.

Recordo-me, embora seja uma dolorida lembrança, de quando passava com a cabeça abaixada pelo o espelho ao lado da porta de saída/entrada da escola. Tinha dor no meu coração, em meu corpo, braços e pés. Mal conseguia me manter firme. Não era capaz de parar de me evitar, de desviar dos meus próprios olhos. Eu não podia me encarar e enxergar o quanto desprezo possuía por mim. Eu queria muito, muito me amar. Tanto, que até doía.

Algumas vezes eu tento escrever isso em palavras, versos, poemas, haicais… eu tento, no entanto, me parece inútil. Às vezes, nada consegue traduzir a falta de amor que paira no ar em que respiro. Por mim mesma. Pelo o jeito que ando. Pelo o meu cabelo sem formato. Pelo a forma como eu sinto. Por tudo o que poderia ser e não sou ou por tudo o que queria ser e nunca serei.

Todo dia é uma luta. Para sair de casa, para encarar pessoas, para não me sentir julgada por todo mundo…
para viver.

Eu vejo nos olhos das pessoas. Feia. Horrorosa.

Muitos não tem noção de que só um olhar diz tudo e eu sei, em toda a minha vivência, o quanto uma palavra pode destruir alguém. Todavia, não é sobre o que dizem, mas o que não dizem. O inseguro se torna mais inseguro ainda quando lhe dão a certeza que não é merecedor (a).

Ele nunca ficaria com você.

Olhe para você.

Você não pode estar escolhendo, né?

Palavras. Palavras. Fotos do instagram. Propagandas. Padrões.

Tem tanta coisa que eu podia dizer que me afeta, mas será que você ia me entender?

Será que pararia para pensar que a frase que saiu da sua boca, ainda que sem intenção nenhuma, pode ter me destruído?

Esqueça o seu namorado ou namorado. Esqueça seus pais.

Este é o eu te amo mais difícil que dirá.

O para você mesma (o).

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Tumblr
Comments are closed.