Etiqueta: introversão

Monotonia

Monotonia

Os passarinhos estão piando, em sincronia, quase como
uma sinfonia
ao vivo
orquestrada pela a natureza.
Estou abrindo meus olhos,
constatando que falhei novamente.
Não deveria acordar tão tarde
mesmo nas férias.
O relógio está parado, acordo na mesma hora todo dia
e bebo refrigerante no almoço
escrevo coisas que nunca postarei
todo dia.

Sinto-me como se estivesse flutuando.
Eu não evoluí, continuei a mesma
meu cabelo não foi cortado
ainda não consegui dinheiro com a única coisa que sou boa.
Aparentemente, todo mundo anda para frente
e eu estou sendo puxada para trás
presa no tempo,
junto com quem eu era 2 anos atrás.
Com os mesmo problemas,
os mesmos dilemas
os mesmos traumas
e a mesma mania de dormir mal.
Hoje é como todo dia
e todos os dias são como hoje.

Pergunto-me se conseguirei achar uma porta
neste quarto escuro.
Pergunto-me se é só comigo que a vida não parece ter caminhado.
Pergunto-me se todo mundo sente, assim como eu,
que hoje foi como ontem.
Pergunto-me de que maneira acharei uma saída
se nem eu mesma acredito que ela exista?

Paleta de cores

Paleta de cores

Cinza,

Do céu.

Todos os dias são os mesmos.

E todas as pessoas são iguais,

neste meu pequeno mundo fechado,

onde nada se modifica

E todos os dias são nublados,

Mesmo no Rio 40° graus.

 

 

Preto,

dos medos e demônios existentes

na minha alma.

Todos os pedaços que de mim ofereci, foram devolvidos pela a metade,

e agora, me odeio por inteiro.

 

Vermelho,

da dor e das mágoas que o tempo nunca curou.

Todo o amor que nunca senti,

e as histórias da minha imaginação

que nunca vão se realizar,

porque jamais fui o suficiente para fazer alguém permanecer.

 

Verde,

da esperança e desejo de que um dia

eu me complete.

Talvez um dia

Talvez um dia

 

Talvez um dia não tenha mais raiva deles, nem queira dar-lhes um soco. Talvez um dia não me lembre de suas palavras cruéis, as facas, as lanças que até hoje me ferem. Talvez um dia esqueça os apelidos. Talvez um dia não me lembre mais da sensação de estar quebrada, escura e oca por dentro. Talvez um dia eu não me recorde mais dos olhares de nojo sobre mim. Talvez um dia não me sinta mais como naqueles mesmos dias. Talvez um dia.

Talvez um dia nós possamos parar de gritar e ferir. Talvez um dia você parará de jogar suas pedras sobre mim, só porque jogaram em ti. Talvez um dia compreenda que apenas precisa ouvir mais. Talvez um dia perceba que ela só quer sua atenção. Talvez um dia voltemos a sair de novo como era antes. Talvez um dia consiga enxergar que sou capaz. Talvez um dia fale de mim sem citar as palavras “não” e “não acredito”. Talvez um dia sejamos unidos. Talvez um dia.

Talvez um dia consiga olhar para você e não sentir raiva, não lembrar e nem remoer nada. Talvez um dia essa dor incômoda passe, a mágoa desapareça e a saudade que me causa se dissipe no ar. Talvez um dia o seu sorriso com outro alguém não me incomode e nem me tire algumas noites de sono. Talvez um dia não me sentirei sufocada na sua presença. Talvez um dia não tenha mais a sensação de estar despedaçada, sem parte de mim e um terço das minhas memórias. Talvez um dia.

Talvez um dia ele seja mais nítido. Talvez um dia eu seja capaz de encará-lo. Talvez um dia não seja tão assustador. Talvez um dia esqueça as palavras das quais levei como verdade. Talvez um dia goste do que vejo. Talvez um dia.

Talvez um dia tenha finalmente te perdoado

Me perdoado.

Talvez um dia.

 

Lar não tão doce.

Lar não tão doce.

De repente o silêncio é quebrado por barulho de portas.

Eu fecho os olhos, mesmo sabendo que não consigo pará-los.

Dizem-me que eu não sou mais a mesma, que nem ao menos apareço,

Mas eles jogam-me suas cargas e palavras duras

Esperando sentirem-se melhores as custas do que me tortura.

Nós não somos como os outros, longe disso.

Eles me descrevem lembranças e os invejo em silêncio,

Contando sobre como um dia a vida e seus golpes não havia nos atingido.

Enquanto todos anseiam para voltar e desaparecem em seus mundos,

Imploro para que alguém me deixe entrar em alguns deles

E esquecer o meu por 1 minuto.

Você sentiu-se sozinho um dia,

Fadado a carregar um peso de uma responsabilidade que não era sua.

Mas adivinhe só?

Está se repetindo e todos dizem que somos iguais,

Desequilibrados, fechados e sonhadores.

Te julgaram, me julgam e você me faz reviver suas dores.

Eu sei o quanto você queria ser livre,

Mas acabou sendo definida pelo o que sobrou.

Pressionada, com o peso do mundo nas costas

Ainda que não seja sua culpa e nem dever,

Eles jogaram em suas mãos a responsabilidade de fazê-los viver.

Um dia, quando a porta for fechada e a liberdade conquistada.

Talvez um dia desses, eu possa sorrir quando perguntarem.

Eu sou introvertida

Eu sou introvertida

 

Desde sempre eu me considero alguém introvertido. E não, introversão não é a mesma coisa que timidez. Você pode ser alguém tímido mas não necessariamente introvertido, assim como existem os introvertidos que não são tímidos. E qual a diferença? Bem, eu como uma introvertida não-tão-tímida-assim, posso dizer que uma pessoa Introvertida é aquela que prefere não ter um convívio social tão grande, que escolhe se fechar mais em relação á sua própria vida.. digamos assim, alguém reservado. Já os tímidos tem medo do que as pessoas vão pensar, é algo que está mais relacionado com o que se pensa sobre si mesmo, ou seja, alguém que tem muita insegurança e medo de se expor ao ridículo.

Eu, como uma personificação da palavra Introversão, gosto de ter meus próprios momentos. Prefiro guardar as coisas para mim e não curto muito socializar, gosto mais de ler um livro. No entanto, as pessoas confundem muito a introversão ou a timidez com falta de atitude ou de personalidade, o que é bem ignorante, pois apesar de com certeza ser alguém introvertido, tenho personalidade e principalmente, uma opinião.

Assim como o tímido, o introvertido sofre com o rótulo de antissocial ou antipático. Mas, na minha visão, as pessoas que menos falam talvez sejam as que mais tenham algo para falar.

Uma das piores coisas de ser introvertido é se sentir mal estando em um ambiente lotado, especialmente a for escola.

A questão, é que não tem nada de errado em você não querer conversar com todo mundo, ser reservado ou até mesmo ser fechado, mas não deixe que a sua insegurança te atrapalhe a fazer coisas que são da sua vontade. A vida é curta demais para se esconder por medo.

%d bloggers like this: