Etiqueta: maturidade

10 coisas aos 19 anos

10 coisas aos 19 anos

1. As pessoas vão te cobrar uma maturidade que talvez você ainda não tenha.

LtWOBoR
“eu não quero crescer”

2. Não é a escola em si que faz falta, mas sim a sensação de ter tudo definido para você, sem que tenha que se preocupar.

tumblr_inline_obwy9yrGJg1t2kp90_500
fugindo da responsabilidade

3. Os amigos da escola não são para sempre.

922d49b89a500e1b150f44b4966e8b66302aa8ec68e9dd462c233d8d72ab45d4
“Ela não é mais uma parte da minha vida. Talvez isso seja uma coisa boa”

4. É difícil fazer amizades conforme vamos crescendo.

giphy
“Eu não tenho nenhum amigo”

5. Você começa a sentir medo de ser infantil demais.

tumblr_mxyusxlzNx1qkxw76o1_500.gif

6. A primeira vez no banco é horrível e todo mundo espera que você saiba o que fazer.

tumblr_n2od7lLOmS1s852lfo1_400
Confissão: Eu não sei o que estou fazendo

7. Haverá uma pressão para ser bem sucedido em tudo o que faz, como se qualquer coisa que fizer fosse definir sua vida.

tumblr_mp0kzfbzLR1st6rkio1_500
“Eu não posso, eu não posso fazer isso. Não posso”

8. Todo mundo vai começar a perguntar sobre faculdade e vestibular, isso é costumeiro.

giphy (1).gif

9. Se não passar no vestibular, vai te dar um pânico sobre o que fazer da sua vida depois disso.

tumblr_myygaqOtzx1qf9mevo1_500
“Eu nunca sou bom ou boa o suficiente. Não importa o que eu diga ou faça”

10. Ver seus colegas de escola seguindo a vida e ter a sensação que nada na sua vida mudou.

c29f4add6cc69716b9419f3933b7de976133319c28de1817c3a1524b1a98e11d
“A vida continua seguindo/passando e eu estou presa/preso aqui”

extra: 11: o medo da casa dos 20 é real, você realmente se sente velho (a)

giphy (2).gif

 

 

O que você aprendeu nos seus 19 anos? Caso se sinta confortável, compartilhe conosco.

                                                                Obrigada por ler isto.

Volte sempre.

Maturidade

Maturidade

Maturidade.
Falar um tom mais baixo,
quando o outro insiste em gritar.
Assumir sua responsabilidade
mesmo que seja mais fácil ter quem culpar.
Pedir desculpas
ainda que não haja garantia de perdão.

Perdoar aqueles que te machucam.
Aprender a sair da sua bolha e ouvir outra opinião.
Doar-se pra alguém independente da dor passada.
Usar a honestidade, mesmo que ela não te beneficie.

Melhor a verdade cruel do que uma mentira doce mal contada.
Maturidade.
Seguir em frente com o ego ferido.
E aprender a se sacrificar para alcançar o impossível, que é possível.
Saber que a tristeza é necessária
E que a palavra não consigo é só pra quem tentou demais,
não pra quem tem medo do fracasso.

Adeus?

Adeus?

Em inglês adeus fica “goodbye“, pode ser dita como uma despedida temporária ou um ponto final. Já no espanhol temos o “hasta luego”, como “até logo” ou o “adiós” sendo o nosso Adeus.
Na vida real ele pode ser expressado de formas diferentes, ás vezes até sem palavras.
Dizemos adeus aos que conhecemos todos os dias.
Dizemos adeus quando nos distanciamos lentamente de alguém. Você nem percebe, mas seus olhares dizem adeus, enquanto seus corações se separam em um salto.

Mas se goodbye significa talvez, “um bom adeus” e não só um adeus, quer dizer que as despedidas não precisam ser só recheadas de tristeza, rancor e silêncio.
Talvez você precise disso, então será um goodbye. Good para o seu coração, good pra sua vida, good pra sua consciência.
Fique com as lembranças para lembrar quem você foi e ter certeza de quem é.
Não transforme esse “bye” em um “badbye”, faça com que seja uma boa despedida pra você, seja em qual língua for.

R de Rancor

R de Rancor

Certas coisas nos marcam a vida inteira.

Alguns fatos da nossa vida nunca cicatrizam, eles apenas ficam ali, expostos e sensíveis para quem quiser ver.

E o pior: alguns sentimentos bons são transformados em coisas ruins e tóxicas para nós mesmos.

Esse texto não é algo sobre conselhos, é sobre escolhas. O que você vai ler talvez não tenha nada a ver contigo, mas muito provavelmente te fará pensar.

                                 Quando eu penso em tudo o que já fizeram pra mim, tenho raiva… não, na verdade tenho muito ódio. Não são coisas simples ou briguinhas idiotas de amigos, estou falando das mágoas, cicatrizes e de pessoas que me fizeram tão mal, a ponto de mudar a minha visão sobre alguma coisa. As pessoas me criticam por ser muito inflexível; No entanto, é algo do qual eu não tenho controle nenhum, infelizmente. Durante toda a minha infância eu ouvia e me calava, guardava para mim. Ao longo do tempo, isso foi acumulando e descobri que existia um grande “espaço de ódio” em um lugar onde só deveria caber o amor. Honestamente, eu posso te afirmar que as pessoas que não sabem perdoar na verdade são as que mais um dia sofreram e que no fundo, não conseguem se perdoar.

   Não sou uma pessoa perfeita, tenho pensamentos negativos ás vezes, sinto raiva e isso é normal. O que me irrita é a pregação daquela coisa de que “só tenho pensamentos positivos e sou alguém puro”. Eu duvido muito,  sinceramente. O ser humano, apesar de racional, ele é muito guiado pelo o instinto e principalmente pela a emoção, pelo o momentâneo, então é impossível que você não tenha tido UM pensamento ruim em toda a sua vida. Contudo, o objetivo das minhas palavras é dizer que cada pessoa no mundo tem sua forma de reagir em determinadas situações. Algumas, mais emocionais, vão absorver isso e talvez guardar para si… outras, mais práticas, irão deixar pra lá.

A verdade é que eu sempre quis ser alguém mais prático e que soubesse deixar as coisas pra lá, mas essa não sou eu. Sou movida quase 70% pela a emoção e dificilmente consigo não deixar transparecer o que estou pensando.

Perdoar é difícil , superar também, mas não se pode exigir algo de alguém que você feriu. Cada um tem o seu tempo e o seu jeito de lidar com as coisas.

No entanto, o perdão deve existir sim, porque remoer algo que te machucou, é como voltar todos os dias para o dia que aconteceu; vai sempre doer como a primeira vez.

 

 

Se contentar?

Se contentar?

Eu sei que você é jovem. Tudo bem, também sei que tem uma prova amanhã e o senhor (a) deveria estar estudando. Que foi? Ah tá.. esqueci que você odeia estudar. É verdade, eu também prefiro muito mais ficar ouvindo música, escrever ou ver vídeos no youtube. Quem não prefere, né?

Mas e o futuro, já pensou nele? Não, não tô falando do seu jantar, engraçadinho (a)! Estou falando do que vem daqui a 5 ou 10 anos. Será que por acaso você já parou pensar em quantos anos você vai ter? No que vai fazer? E onde vai morar? Sim…muitas perguntas, poucas respostas e pior: nenhum planejamento.

 Quando somos jovens as coisas sempre parecem durar mais. Talvez 1 mês pra você seja muita coisa, quer dizer.. 30 dias? 4 semanas? Caramba, são mais de 20 dias de aula, quanta coisa! E passa devagar demais, né? Bom, talvez não pro pai de família que tem que pagar as contas no final do mês. Não pra mãe que precisa urgentemente quitar a dívida do material dos filhos. Ou daquele jovem trabalhador que rala pra poder ter o dinheiro de mais uma prestação do seu carro.

Você já pensou que o futuro está bem na sua cara? Não importa se são 2 anos, 3 ou 4. Ele vai chegar alguma hora, e quando chegar, o que pretende fazer? A única coisa que pode te tirar desse futuro próximo, é a morte. Quais são as chances de isso acontecer?

 A escola vai chegar ao fim, aqueles meninos ou meninos que você ficou afim vão crescer, formar ou não uma família, arranjar ou não um emprego. Tudo vai ficar pra trás e quem significa demais hoje, vai virar um fragmento pequeno da sua memória.

O problema do tempo é que ele não volta e mesmo essa pessoa que vos escreve já é passado, porque até 1 segundo atrás, eu não pensava o que acabei de pensar.

Aproveite enquanto tem a chance, antes que você não tenha a opção de ter ou não essa chance.

Depois

Depois

Você adia o tempo pois acha que é infinito, acha que o mundo vai esperá-lo se decidir.

Depois eu estudo
Depois eu conto que gosto dele (a)
Depois eu digo a verdade
Depois..
Depois..

E quando você vê, já não existe mais depois.

Afinal, de quem foi a escolha?

Afinal, de quem foi a escolha?

Eu tenho 10 anos e quero o sorvete de manga, mas minha mãe acha que o de morango é melhor;  fiquei com o de morango.

Eu tenho 12 anos e meu irmão confessa que nossos pais estão se separando, então ele escolhe a mamãe; fui com a mamãe

Eu tenho 16 anos e nunca beijei, mas todas as minhas amigas já se envolveram com alguém e elas fazem chacota de mim por isso;  beijei um cara qualquer.

Eu tenho 18 anos e não consigo escolher uma faculdade, mas meu pai diz que medicina dá dinheiro; escolho medicina

Eu tenho 25 anos e não sei quem sou.

%d bloggers like this: