Visita em casa

Visita em casa

Se pudesse ouvir,

todas as coisas que essas vozes sussurram,

você correria?

Se pudesse ver,

todos os pensamentos que elas projetam em minha mente,

desejaria ser cego?

Se tivesse a chance de pular e voltar vivo,

do oco e escuro de meu inconsciente,

escolheria não estar mais por perto?

 

Se você pudesse me ver, em vez de só enxergar,

ainda sim permaneceria?

Perdoe-me os questionamentos,

é que preciso ouvir sua resposta,

Pois estou acostumada a saídas silenciosas.

 

Talvez você seja uma daquelas visitas que

arrumam uma desculpa para ir embora mais cedo,

porque não possuem a intenção de voltar de novo.

Então

se você for uma dessas

me avise antes,

assim,

me poupa de abrir a porta

para pessoas como você, que não chegam para ficar.

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Tumblr
Comments are closed.